quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Amigos, amigas e afins...

Ninguém duvidará de mim, se eu disser que a morte da minha avó foi a pior coisa que me aconteceu nos últimos dez anos, ou talvez até mais...
Não estava minimamente preparada para o que aconteceu. Habituei-me a crescer perto dela, a saber que ela estava sempre ali e de um momento para o outro... Acaba tudo.
Costuma-se dizer que os amigos nos momentos bons, aparecem quando os chamamos. Nos momentos maus, eles simplesmente aparecem... Sem ser preciso chamar!
Posso dizer que esta frase, naquele momento fez tanto tanto sentido...
Fez-me, depois de tudo acalmar, rever o conceito de amizade e os grandes amigos que eu tinha. Tive surpresas... Tive certezas.... E tive desilusões. Muitas desilusões.
Não é à toa que digo que nunca na vida me tinha sentido tão sozinha, durante aqueles dois dias. Tive apoio de muita gente, que infelizmente, está longe. Tive 'desprezo' de quem está perto. Senti as pessoas de quem eu gostava muito, simplesmente a não quererem saber.
Não queria que estivessem comigo 24horas por dia. Mas um abraço, um beijo, um telefonema, uma mensagem, são uma fonte de força nesses momentos.
É certo que a vida continua.. A dor vai passando... A saudade fica... E os grandes amigos estão lá sempre. Antes, durante e depois. Apesar das desilusões, descobri com quem realmente posso contar e quem é que realmente gosta de mim.
Os outros.... (vou ignorar!)


4 comentários:

Pocahontas na Cidade disse...

Os amigos são os nossos irmãos que não são filhos dos nossos pais :)

Sonhadora disse...

Olá!
Sei do que falas, senti isso das duas vezes, do meu primo perdi uma amiga que me acusou que eu nunca estava na cidade onde moro, porque estava sempre no campo com a minha familia, que não vivem perto de mim, sabes que percebi? Que estava enganada, ela não era minha amiga de verdade, porque se fosse tinha entendido que naquele momento a minha familia e eu mesma precisavamos estar juntos! Da minha avó também percebi que amigas não eram, não estiveram lá, só mesmo a minha melhor amiga foi, eu disse para ela não ir, mas quis e foi! São nessas alturas, de dor, de perda que percebemos quem realmente são os nossos verdadeiros amigos!
Força, porque não é um processo fácil, perder alguém que nos é querido é mesmo muito doloroso e só com o passar do tempo aprendemos a lidar com esse sentimento de perda!
Beijocas

Rita da Maçaroca disse...

E é mesmo nestas situaçoes que se vê quem realmente se importa com o nosso bem-estar e se sente na "obrigação" de dar nem que seja um abraço. Esses saõ os privilegios de uma amizade e quem não pensa do mesmo modo, é porque nao sabe o que é ser amigo... Aproveita os bons e esquece os maus...

Beijocas*

Pinkk Candy disse...

nessas alturas é que se vê quem são os amigos de verdade! *.*

jinhu*