sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Quando tudo muda...

Angelina Jolie

... E quando mudamos também!

Comigo, 2009 começou da melhor e da pior maneira. Sentia que este ano iria ser totalmente diferente.
De certa forma não me enganei. Começou bem, mas tudo começou a correr mal logo a seguir.
Perderam-se amores. Perderam-se amigos. Perdi os sorrisos e brincadeiras da minha avó. Tive dias e dias em que o medo de a perder era a única coisa que tinha na cabeça. Perdi a paz. Perdi-me de mim...
Perdi-me e andei meses perdida. Eram demasiadas coisas a acontecer ao mesmo tempo e a força para agir tinha simplesmente desaparecido.
Mas nem tudo foi mau, digamos assim. Não perdi a minha avó, apesar de ela agora não saber quem eu sou, apesar de ela já não brincar comigo, apesar de ela já não estar em casa sempre que lá vou. Mas o que interessa é que apesar de tudo ela agora está bem, dentro dos possíveis.
Perdi amigos, mas ganhei outros... Conheci muita gente nova... Tive apoio de muitos amigos, que nunca pensei e de outros que mal me conheciam... Tive amigos que passaram a grandes grandes grandes amigos, pelo apoio constante, pelo carinho, pela preocupação e ajuda, e esses sei que jamais os quero perder.
Deixei de acreditar no amor, à minha custa. Errei demasiado, por medo...
Tudo isto, fez com que eu mudasse. Foi como um abanão...
E foi uma mudança positiva, sem duvida. Comecei a tratar mais de mim. Comecei a gostar de mim, o que antes era totalmente ao contrário. Passei a ser uma pessoa mais segura e com menos medos. Passei a viver sem pensar muito no depois... E a aproveitar tudo o que há de bom na minha vida.

E é tão bom quando me dizem que estou diferente e que me adoram assim!


1 comentário:

Miguel disse...

Pois para mim tem sido um ano bem pesado... E não vejo que fique leve tão cedo!

É a vida!